4 de novembro de 2011

3 Casamentos e um... Poon Choi!

Antes de mais nada, Poon Choi não significa 'funeral' em chinês ou algo do tipo. Haha, credo!

Outubro foi um mês atípico para mim aqui em Hong Kong, porque além da grande quantidade de horas passadas trabalhando (grrrrrr), tive a oportunidade de ir em três casamentos! Poxa, no Brasil os meus amigos ainda estão longe de casar, então fiquei bem feliz de ter a oportunidade de ir em vários casamentos, no mesmo mês, sendo que dois deles foram casamentos típicos chineses!

O primero foi o casamento do meu querido chefe, o Mauricio. Foi lindo! Além de ter sido um casamento típico brasileiro/latino (já que ele é colombiano): a cerimônia na igreja (em inglês é bizarro), coquetel, jantar, a noiva joga o buquê, outros joguinhos, comida, bebida, tudo bão mesmo! Para mim o ponto alto foi a banda, tocando os maiores sucessos latinos, que eu tanto dancei na Colombia, ae! :)

A mulherada atrás do buquê. Reparem que eu estava ali bem longe, só batendo palmas!


Depois veio o casamento de outro colega, Harvey. Eu e os outros estrangeiros do trabalho estávamos muito curiosos para ver como seria o casamento, queríamos ter o máximo de informações possível! As pessoas dançam? Que horas começa? Dura quanto tempo? Tem que dar presente?

Quando chegou o dia lá fomos nós, super chiques para o casamento. Acabei chegando um pouco tarde para a cerimônia (que não foi religiosa) e já tinha começado às três da tarde. Mas sem problemas, a cerimônia seria seguida de um jantar (tão cedo né...) e fomos todos para o restaurante. O restaurante gigante, com mais de 30 mesas (cada uma para 12 pessoas, façam as contas), todo bonito e decorado ao melhor estilo chinês: flores, brilhos e outras decorações douradas.

Na entrada um album do casal em fotos românticas em todos os lugares possíveis e imagináveis:  na praia, no campo, na cidade, etc. Isso é um costume quase que obrigatório para os casais por aqui, tirar essas fotos "pré-matrimônio" para que os amigos e convidados vejam todo o amor do casal, haha. As fotos ficaram muito bonitas, mas eu particularmente acho isso meio brega. :P

Voltando ao assunto, chegamos no restaurante lá pelas 4 da tarde, cedo demais para o jantar. Além disso, estávamos estranhando que todas as pessoas que vieram da cerimônia não seriam suficientes para ocupar nem três mesas daquele salão gigante! Os colegas chineses em compensação, assim que chegaram foram correndo para umas mesas no fundo do restaurante e começaram a jogar Mahjong (um famoso jogo chinês). Nós perguntamos:

- Mas e aí, o que a gente faz agora?

- Podem fazer qualquer coisa! Jogar mahjong (que obviamente não sabemos jogar), tirar fotos com o casal...

- Mas e o casamento? E os outros convidados?

- Ah, eles chegam na hora do jantar!

- E a que horas é o jantar?

- O jantar? Começa lá pelas 8!

- Nãããããããoooo.... puts....

O jeito foi ficar lá esperando umas boas horas até o jantar. Depois descobrimos que isso é bem normal nos casamentos daqui: há um espaço de tempo bem grande entre a cerimônia e o jantar, e nesse meio tempo os convidados são livres para fazer qualquer coisa (quase todos vão jogar Mahjong). Normalmente fazem isso para que os parentes que vêm de longe para o casamento tenham tempo de se reunir e colocar a conversa em dia!

As 8 da noite o restaurante estava cheio, e finalmente começou o jantar. Aliás, até o jantar segue uma tradição por aqui: já existem os pratos 'típicos' de casamento, que são servidos um por vez. Aqui vão algumas fotos:

Esse é uma espécie de porco assado (só a pele, tipo torresmo). A parte com os dois coraçõezinhos brilhando é a cabeça do porco. Ugh.


Frango assado. Sim, aqui eles gostam de colocar a cabeça de enfeite.
Vem cá dá um beijinho! ¬¬


"Olha só" - vocês vão dizer - "a Júlia é uma fresca mesmo. Taí o bom e velho arroz e feijão!"
Mas vejam, senhoras e senhores, que eles estão um do lado do outro nesta foto por mero acaso, já que o feijão é a sobremesa (!) do banquete e não deve, em hipótese alguma, ser misturado com o arroz... 

Como vocês podem ver, a comida estava bem.... interessante. Até que estava gostosa vai, mas era tudo muito "exótico" pro meu gosto! Tinha até a famosa sopa de barbatana de tubarão, mas eu nem tive coragem de comer. E realmente, depois da jantar o casal fica na entrada se despedindo das pessoas e é isso aí, vai todo mundo pra casa cuidar da sua própria vida... nem uma musiquinha nem nada, snif, snif....

O próximo casamento seria só em duas semanas, mas antes disso, o noivo em questão (Ray, que foi comigo para o Brasil ^^) nos convidou para o tal Poon Choi do título deste post.

Como a namorada dele é de uma "vila" (um bairro de casas mais antigas e tradicionais de Hong Kong) eles tem o costume de fazer esse Poon Choi e convidar toda a vila para participar, e também os demais convidados do casamento. Poon Choi na verdade é um prato, que não deixa de ser uma mistureba de comidas no mesmo prato: desde cogumelos e outros vegetais, passando por almondegas, tofu, até chegar a pele de galinha e porco.

À primeira vista o negócio é bem bizarro mesmo!! Eu pensei "nossa, vou passar fome hoje!" Junto com o Poon Choi é servido arroz, e dai vai cada mesa com seu Poon Choi para cavucar a suas comida de dentro daquela gigante vasilha.


Olhando assim até parece suculento. Mas mexendo aí no prato eu encontrava umas coisas sinistras!

No final das contar era bem gostoso! :) Apesar de que acho que tive a capacidade de comer uns 30% da variedade de comida que tinha dentro da panela, hahaha. Aqueles pedaços gigantes de porco cheios de gordura e até com uns pêlos realmente não rolava, eca! No geral foi uma experiência bem divertida, de poder participar de algo tão tradicional e todos pareciam bem felizes.

E uma semana depois, como não podia deixar de ser, foi o casamento em si. Como no casamento do Harvey fomos apenas no jantar, na vez do Ray resolvemos ir só na cerimônia, que dessa vez foi numa igreja mesmo. Também foi bem legal, e bem parecido com um casamento brasileiro, apesar da missa ter toda em cantonês, as músicas e tudo!

Enfim, no final das contas o que importa é ver que meus colegas estão bem felizes e eu desejo o melhor nesta nova fase da vida deles. Soa meio clichê dizer isso, mas é verdade, tão bonitinho ver o casal junto e eu realmente espero que eles fiquem juntos para sempre! Por outro lado, piadinhas relacionadas a casamento dirigidas à minha pessoa não serão aceitas! ¬¬

2 comentários:

  1. Será que é época dos casamentos na Ásia?? Aqui tá tendo um monte!! Eu fui em 1 tbm! engraçado que a gente fez um post sobre a mesma coisa na mesma época!! hahahaha mas definitivamente os casamentos em HK sao mais chiques!!! :P

    ResponderExcluir
  2. Fiquei com vontade de ir ao casamento do Maurício pra aproveitar a banda também! hahahaha

    Beijos

    ResponderExcluir