Postagens

Como conseguir um visto de trabalho em Hong Kong (parte 2)

Imagem
Continuando o post anterior sobre como conseguir um visto de trabalho em Hong Kong. Dessa vez vou falar mais sobre os documentos que devem ser entregues e o processo até o visto ser aprovado.


4) Documentos da sua família: com um visto de trabalho, você pode ser o 'patrocinador' do visto do seu cônjuge e filhos (estes devem ser menores de 18 anos de idade), que recebem o status de dependentes. Esse visto é uma boa, porque com ele o seu esposo(a) poderá trabalhar em Hong Kong. Porém, caso você deixe o seu trabalho, o seu dependente também perde o direito de ter um emprego com este visto.

O próprio formulário ID990A tem espaço para preencher os dados da sua família e solicitar o visto. Mas, além disso, também é necessário enviar outros documentos (traduzidos e juramentados) como certidão de nascimento e casamento, entre outros.

Outro possível empecilho é que, Hong Kong a princípio não reconhece o conceito de "união estável", ou seja, você tem que provar que você está c…

Como conseguir um visto de trabalho em Hong Kong (parte 1)

Imagem
Eu já falei sobre isso em um post anterior, mas vira e mexe aparece a pergunta no grupo de brasileiros em Hong Kong no Facebook: como conseguir um visto de trabalho em Hong Kong? Por isso resolvi falar mais sobre como obter o tão sonhado visto de trabalho (uma vez que você receba uma proposta de emprego de uma empresa local).

No meu caso, por exemplo, eu tive que ir na cara e na coragem, já que depois de receber a proposta para trabalhar na ONG eu percebi que: 1) o escritório tinha apenas 10 funcionários na época e o RH era novo, e 2) como eu suspeitava, o cara do RH não fazia a menor idéia de como processar um visto de trabalho. Aliás, quando eu finalmente comecei a trabalhar, ele já tinha até se demitido, então vai vendo o nível...
Hong Kong é um lugar com ótimas ofertas de trabalho para profissionais qualificados. Porém, muitas empresas que nunca tiveram experiência com o processo do visto ficam meio desmotivadas em contratar estrangeiros e ter que cumprir os requisitos exigidos pe…

Conversas do além

Imagem
É um assunto meio mórbido, mas algumas pessoas já me perguntaram como são os rituais quando os chineses de Hong Kong, ahn, batem as botas. Os funerais em Hong Kong são um pouco diferentes do que os no Brasil. No Brasil, quando alguém falece, é normal que o velório e enterro aconteçam poucos dias depois. Sendo um país predominantemente católico, a idéia é que parentes e amigos tenham alguns dias para absorver a notícia e se despedir do falecido, que é enfim enterrado (ou cremado) para finalmente descansar em paz e ir para o céu. Para nós parece natural, não é?
Ma como eu falei, as por aqui as coisas são um pouco diferentes. Em Hong Kong, o período entre o falecimento e o enterro pode levar duas semanas ou mais! Isso pode acontece por duas razões. A primeira é que muitas famílias que seguem o calendário e horóscopo chinês fazem uma análise para escolher a data mais “propícia” para o enterro, ou seja, uma dia onde o falecido possa ir para o além com mais conforto e fortuna. Tradicionalmen…

A polêmica dos “mendileiros”

Imagem
Muitas notícias falaram nas últimas semanas sobre o estranho fenômeno que está acontecendo em diversas cidades do sudeste asiático: jovens, aparentemente de países ocidentais, pedindo dinheiro nas ruas de cidades como Bangcoque, Hong Kong, Cingapura, para financiar seu mochilão pela Ásia. Isso mesmo, você não ouviu errado! São os ‘begpackers’, ou seja, mistura de mendigo com mochileiros, ou mendileiros – palavra que eu mesma inventei, haha!
Eu mesma já vi algumas vezes aqui em Hong Kong, em áreas muito movimentadas da cidade, estrangeiros pedindo dinheiro diretamente ou então usando seus talentos musicais para ganhar uma grana. Todos os que eu vi tem uma plaquinha, supostamente explicando o por quê de eles estarem pedindo dinheiro, mas sempre está em chinês. Pelo jeito o público alvo deles não são outros estrangeiros.
Pelas reportagens que eu li, são várias as razões que estão levando esses jovens ocidentais a mendigarem nas ruas de cidades asiáticas: financiar suas viagens de “descober…

Açaí e guaraná... made in USA

Imagem
Ainda na pegada do supermercado, no final de semana passada eu e o Martin demos uma passada no Citysuper, um supermercado aqui de Hong Kong que vende muitos produtos importados e atende às classes A e B.

Nós fomos lá justamente porque o Martin ouviu falar que o Citysuper estava vendendo sua nova grande paixão brasileira: o açaí. Pois é, eu fui substituida por uma sobremesa... quem diria, haha! Eu gosto bastante de açaí, mas o Martin comeu açaí todos os dias quando fomos ao Brasil no final de Janeiro. Foi a primeira coisa que ele comeu quando desembarcamos no Rio, e a última antes de sair de casa para pegar o vôo de volta pra Hong Kong em São Paulo (sendo que no mesmo dia nós nos empanturramos em uma churrascaria).
Enfim, enquanto o Martin procurava o seu tão amado açaí, olha com o que eu me deparei:


Não só um energético de açaí, mas também o bom e velho mate, vendido em simpáticas garrafinhas. Você pode até pensar "nossa, que legal que eles vendem esses produtos típicamente bras…

Mais curiosidades sobre Hong Kong

Imagem
Depois de um bom tempo sem voltar pra casa, acabamos de voltar de uma viagem de três semanas para o Brasil! Foi muito bom poder descansar bastante e ter uma viagem tranquila e sem correria. Mais ou menos, porque durante minha estadia em São Paulo, eu passei uma boa parte do tempo resolvendo problema em bancos. Eita burocracia do capeta que ainda existe no Brasil! 
Isso me deixou pensando sobre algumas diferenças entre o Brasil e Hong Kong. Eu já estou aqui há tanto tempo, que eu nem paro mais para observar as diferenças e curiosidades entre os dois países. Nas últimas semanas eu fui preparando um listinha a partir de pequenas observações do dia a dia, sobre coisas que aqui em Hong Kong são tão normais, mas que causam estranheza para os brasileiros, e vice-versa.
Bancos:

Infelizmente nós brasileiros já estamos acostumados com a tensão que é ir no banco: portas giratórias, detectores de metal, ter que tirar tudo da sua bolsa/mochila até finalmente entrar banco!
Em Hong Kong é outro mund…

Colaboração - HK Travel Blog: mergulhando em Hong Kong

Imagem
Minha mais nova colaboração foi com o HK Travel Blog, um dos blogs mais completos sobre viagens de e para Hong Kong. Eu acompanho esse blog há algum tempo, e quando o Christopher fez o chamado para artigos de colaboradores, eu logo me ofereci.
O HK Travel Blog é todo em inglês, mas é super informativo e tem um visual bem clean. Meu primeiro artigo é uma tradução deste post que eu publiquei em junho do ano passado.
Clique aqui para ler o artigo! (em inglês).
Pra mudar um pouco eu coloquei uma foto inédita, mostrando a 'transparência' dos mares de HK.

Aguardem mais colaborações em breve! :)