Pular para o conteúdo principal

Conversas Culturais

Segue abaixo trecho da minha conversa pelo Gtalk com o Javier, trainee mexicano que vai trabalhar comigo em Hong Kong (devidamente traduzido do espanhol):

Javier: Julia, alguns amigos do trabalho me disseram que a Universidade de São Paulo é a melhor da América Latina.

Eu: Não sei se é a melhor, mas é uma das melhores.

Javier: Acho que o sistema educativo no Brasil é muito melhor que no México. Aqui, se você quer ter acesso ao uma boa educação, deve estudar em escolas privadas. el sistema edicativo en brasil, creo que mucho mejor que en Mexico... é triste, mas é verdade!

Eu: Mas aqui acontece a mesma coisa! As universidades públicas em geral são boas, mas para passar na prova de admissão, o jeito é estudar em escolas particulares, pois o ensino publico é muito ruim.

Javier: O mesmo acontece aqui no México, e as universidades públicas têm passado por situações difíceis, como paralizações e greves, que asa universidades chegam a ter má reputação por causa disso.

Eu: Aqui também temos greves e paralizações...

Javier: Não sabia... além disso, o México é muito prejudicado pelo narcotráfico.

Eu: Imagino! Digo, em Brasil isso também é um grande problema, mas não tanto quanto aí.

Javier: Infelizmente no México isso está muito forte, antes era apenas em alguns estados, mas agora está por todos os lados, e a impunidade é impressionante. Imagina que eu só fui assaltado una vez, e por policiais!!

Eu: Vixe, como assim, policiais?

Javier: Sim, verdade.

Eu: Levaram suas coisas?

Javier: Sim, levaram minha mochila (com o notebook do trabalho) e me levaram até um caixa para sacar dinheiro.

Eu: Não acreditoooo!! Mas como?

Javier: Me pararam porque aqui no México existe algo que se chama bafômetro, que serve para comprovar se você bebeu, voce tem que assoprar...

Eu: Aqui também existe isso!

Javier: Ahh ok. Bom, me pararam com esse pretexto... era umas 4 da madrugada. Eu tinha ido levar meu pai no aeroporto. Eles me pararam, mas eu nem fiquei preocupado, sabe como é, pediram minha carta.

Eu: Sim sim, normal, hehe.

Javier: Sem desconfiar de nada eu fiz o bafômetro. Eles perguntaram se eu tinha algo de valor no carro, e eu disse que tinha apenas minhas coisas do trabalho.
Foi aí que eles disseram que a suspensão do carro estava muito baixa e por causa disso eu devia acompanhá-los até a delegacia.

Eu: Nããããão creio!!!! Que bizarro!

Javier: De repente um deles pegou minhas chaves e me colocou dentro da viatura. Depois de tudo, me deixaram descer, num lugar super longe que eu nem conhecia.

...Continuamos conversando sobre a questão da segurança nos dois países...

Eu: Eu ia justamente te dizer que aqui essas coisas também acontecem, e a polícia 'some' com pessoas sem motivo algum. Semana passada mataram um cara, mas ele era pobre... =/

Javier: Sério??

Eu: Sim, no começo até passaram na TV e tudo mais, mas daqui umas 2 semanas todo mundo já se esqueceu disso. :(

Javier: No México temos a percepção de que o Brasil é um grande país! Jamais imaginei que vocês também passassem por essas coisas!

Eu: Hahaha, isso é engraçado: na Colombia me falavam a mesma coisa. Mas sim, temos muitos problemas parecidos!

Javier: E olha que no México se coloca muita ênfase no estudo do português, precisamente porque destacam muito o crescimento do Brasil.

...Mais conversa...

Javier: Há pouco tempo, as pessoas ligavam na sua casa e falavam que haviam sequestrado alguém da sua familia, para te extorquir e pedir dinheiro. Você obviamente fazia o que eles queriam com medo de que fosse verdade...

Eu: Hahahahahauha

Javier: E o mais estranho...

Eu: Aqui acontece EXATAMENTE a mesma coisa!!

Javier: ... é que eles mandavam você pagar o resgate em cartões de telefone.

Eu: Igualzinho, hehehehe

Javier: Sério?

Eu: É, hoje em dia ninguem acredita mais nessas ligações.

Javier: Nossa Júlia, o Brasil e o México não são muito diferentes!

Eu: Pode acreditar que não...

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 10: comida de rua de Hong Kong

Se tem uma coisa que o povo aqui de Hong Kong adora é comer fora! Porém, com um estilo de vida tão atarefado, familias normalmente pequenas e apartamentos ainda menores, poucas pessoas tem tempo e disposição para cozinhar em casa. Além disso, Hong Kong oferece uma variedade enorme de opções gastronômicas para todos os gostos e bolsos, então normalmente é bem fácil encontrar restaurantes para matar a fome depois de um longo dia de trabalho.
Mas quando você quer comer algo rápido, o que você faz? Vai na padoca, pede um pão de queijo com pingado e segue com sua vida? A resposta (obviamente) é não. Mas quando falamos de lanches e comida de rua, Hong Kong oferece uma infinidade de opções que vale a pena provar! Algumas comidinhas são apenas para os mais corajosos, como vocês vão ver na lista abaixo, mas HK tem coisas deliciosas que já fazem parte do meu cardápio, haha!


Como curiosidade, listo abaixo 10 comidas de rua super interessantes de Hong Kong (em ordem aleatória). Importante mencio…

Como conseguir um visto de trabalho em Hong Kong (parte 1)

Eu já falei sobre isso em um post anterior, mas vira e mexe aparece a pergunta no grupo de brasileiros em Hong Kong no Facebook: como conseguir um visto de trabalho em Hong Kong? Por isso resolvi falar mais sobre como obter o tão sonhado visto de trabalho (uma vez que você receba uma proposta de emprego de uma empresa local).

No meu caso, por exemplo, eu tive que ir na cara e na coragem, já que depois de receber a proposta para trabalhar na ONG eu percebi que: 1) o escritório tinha apenas 10 funcionários na época e o RH era novo, e 2) como eu suspeitava, o cara do RH não fazia a menor idéia de como processar um visto de trabalho. Aliás, quando eu finalmente comecei a trabalhar, ele já tinha até se demitido, então vai vendo o nível...
Hong Kong é um lugar com ótimas ofertas de trabalho para profissionais qualificados. Porém, muitas empresas que nunca tiveram experiência com o processo do visto ficam meio desmotivadas em contratar estrangeiros e ter que cumprir os requisitos exigidos pe…

Viver em Hong Kong - O guia!

Estou de volta!
Aliás, nunca abandonei este meu belo blog, mas vários motivos de força maior me impediram de escrever nos últimos 6 meses, incluíndo preguiça e outras coisas mais importantes, como formatura, viagens, e até uma mudança de emprego! Mas sempre estive aqui, na boa e velha Hong Kong...
Nesses meses recebi vários emails de brasileiros que tem interesse de morar em Hong Kong e saber mais sobre a vida aqui. Para unir o útil ao agradável, resolvi dar uma ajuda e reunir algumas informações bem úteis para quem está interessado em vir passar uma(s) temporada(s) aqui.
Regra número 1 - Hong Kong não é China!
Eu já falei isso várias vezes aqui no blog, mas viver em HK é totalmente diferente de morar na China. Um exemplo: brasileiros podem vir pra HK a turismo sem precisar de visto e ficar aqui até 90 dias. Já para a China, brasileiros precisam sim de visto! Me empolguei e até fiz uma tabela com as diferenças mais marcantes entre HK e China:
Hong KongChinaPreciso de visto?NãoSimIdio…