When your life changes you put things into a new perspective - why not share that with the world? My impressions about life (in Hong Kong).

16 de fevereiro de 2012

Senhores, preparem suas armas!

Como prometido, hoje vou mostrar alguns exemplos da rivalidade entre Hong Kong e China.

Primeiro exemplo:


Ecaaaa! Com este vídeo não tenho a intenção de fazer com que todos automaticamente tomem partido de Hong Kong. Mas com certeza o vídeo é chocante para nós, “ocidentais” também. Quando estive em Bejing vi uma cena semelhante, e muitas pessoas já me disseram que nas zonas mais rurais da China, os banheiros não são levados em consideração na hora que a necessidade aperta! De qualquer maneira, dá pra ver que o bicho pega quando o sujeito é identificado como chinês da China continental.

Mas a situação é ainda mais grave. Como já mencionei aqui várias vezes, Hong Kong é uma cidade entupida de gente: nas ruas, no transporte público, nas lojas e nos... hospitais. Cada vez mais, mulheres grávidas da China vem para Hong Kong para poder ter o bebê aqui.

E isso acaba gerando uma superlotação nos hospitais e em todo o sistema de bem-estar social de Hong Kong em geral. Estima-se que mais de 40 mil bebês mainlanders nasceram em Hong Kong no ano passado, e isso corresponde a 50% de todos os bebês que nasceram aqui! Estão faltando leitos nos hospitais e médicos especializados. E obviamente, os locais estão enfurecidos com toda esta situação.

E o governo não pode controlar tudo isso? Em teoria sim, mas a tática das grávidas é bem esperta: quando elas percebem que o dia do parto está se aproximando, cruzam a fronteira para HK  e vão direto ao hospital, dizendo “Oops, meu filho quer nascer e estou justamente aqui em Hong Kong! Que coincidência”! Obviamente o hospital não pode recusar o atendimento. E claro, já existe todo um esquema de agentes especializados em facilitar este tipo de ‘turismo’.

Fazendo algumas pesquisas, encontrei as 10 principais (e bizarras) razões que fazem com que as mulheres da China venham a Hong Kong para ter seus bebês:

1. Acesso a melhores serviços médicos.

2. Podem optar por não fazer cesareana. – aparentemente o parto natural é proibido na China.

3. Obter um passaporte de Hong Kong. – vale mais que o passaporte brasileiro, hehehe.

4. Ambiente onde se fala inglês.

5. Evitar a política do filho único.

6. Acesso a medicamentos de melhor qualidade.

7. Acesso a marcas estrangeiras de leite em pó, que não contenham melamina. – produto tóxico encontrado no leite em pó fabricado na China.

8. Os medicos em Hong Kong não cobram ‘caixinha’. – medo!

9. Mais fácil para a criança arrumar um emprego no futuro. – já que quem nasce aqui tem acesso direto às universidades de Hong Kong, que são as melhores da Ásia.

10. Para muitos oficiais do governo, enquanto as mulheres estão tendo filho em HK, eles fazem com que outros membros da família também vão para Hong Kong, e eles podem ficar sossegados com as amantes. – Hein?

É natural que a população de Hong Kong fique preocupada em ter que disputar espaço com as mães chinesas. Mas, dado às condições acima, realmente é uma idéia tentadora ter um filho em Hong Kong e ter muito mais oportunidades e acesso a melhores condições de vida.

Outros assuntos que também estão dando o que falar aqui em Hong Kong:

* Preço dos imóveis: os apartamentos aqui que já são caríssississimos estão ficando cada vez mais caros, pela quantidade de gente da China que compra imóveis aqui para especular.

* Dolce & Gabbana: eu nem sei pronunciar o nome desta marca, hahaha, mas há umas semanas algumas pessoas foram impedidas de tirar fotos na frente da loja (que aliás eu passo na frente todos os dias no caminho pro trabalho), falando que só os mainlanders podiam tirar fotos. Isso foi capa de todos os jornais e gerou protestos na frente da loja por algumas semanas.

Outro acontecimento que tava na boca do povo foi o video abaixo:


Todos aqui sabem que é probido comer ou beber nas estações e dentro dos trens, e eles fazem questão de deixar isso bem claro, colocando cartazes e repetindo isso nos altos falantes várias e várias vezes. Eu já comi no metrô aqui algumas vezes (uh, como sou transgressora), mas a mulher (chinesa) no vídeo está comendo noodles (miojo) em pleno trem. Não deu outra, as pessoas ao redor comecaram a dar piti e causar porque os noodles estavam respingando em todo mundo (eca!).

Claro, apesar de a mulher não ter tido a melhor das idéias, acho errado acusá-la de ter este comportamento “não-civilizado” só porque ela vem da China continental. Mas a resposta da terra de Mao veio rapidinho:


Esse assunto foi comentado justamente em um programa de televisão chinês, na qual estava sendo entrevistado um professor da prestigiada Peking University. Assumindo que a tradução ao inglês está correta, ele chama os hongkongneses de cachorros dos britânicos, degenerados, etc.

Em Hong Kong não deixaram isso por menos: por meio da internet se arrecadaram fundos para ‘mandar uma mensagem’ para os mainlanders aqui. E há algumas semanas, o anúncio abaixo foi publicado num jornal local. Está em chinês, mas os bons entendedores podem ver que os chineses estão sendo comparados aos gafanhotos, ou seja, uma praga para a ordem e estabilidade.


Enfim, esse assunto ainda vai rolar aqui por muito tempo...



Share:

3 comentários:

  1. Ju, que nojo!! Como o cara limpou a bunda? No fim do vídeo ele tá tipo esperando o colega trazer papel higiênico? QUE NOJO!! E além do nojo, como ele não tem vergonha de ficar de bunda de fora por aí, nessa situação tão desfavorável?

    O que me choca mais não é nem o cara fazer as coisas no meio da rua. É o povo passando em volta e nem reagindo, como se fosse normal!
    Eu, hein...

    ResponderExcluir
  2. Olá, Julia. Conheci o seu blog através do seu comentário no blog Vista Chinesa, da Folha.


    Eu moro na "China continental", em Chongqing.

    Eu percebi uma certa tensão por aqui quanto à esta manifestação das mães. Estavam falando disso na TV há algumas semanas.

    Quanto aos vídeos, só posso dizer que, como você bem sabe, Hong Kong de fato não é China.

    Ao menos nestes, digamos, aspectos de higiene e regras de educação e senso comum.

    O choque cultural é enorme. Menor em cidades como Shenzhen, SH ou BJ... Cidades mais "ocidentalizadas". Mas ainda assim, é enorme!

    Parabéns pela iniciativa do Blog. É algo que eu também deveria fazer! Eu vou ler outros posts seus.

    E como é bom aquele blog da Folha, não? Uns temas bem legais.

    Até mais, Gustavo.

    ResponderExcluir
  3. Oi Gustavo, obrigada pelo comentario!
    Muito interessante ver o ponto de vista de alguem que esta na tao distante "China Continental", hehe. O que falaram ai sobre a questao das maes chinesas em HK?

    ResponderExcluir

A Autora / The Writer

Minha foto
Muito prazer! Este blog narra as experiências e aventuras de uma brasileira vivendo na louca cidade de Hong Kong! Nice to meet you! The adventures of a Brazilian girl living and working in the crazy city of Hong Kong. Email: livehkblog@gmail.com

Seguidores

Arquivo

Membro RBBV

Membro RBBV

Parceiros

Tags

Hong Kong (43) Cotidiano (31) brasileiros em hong kong (26) Curiosidades (25) Viagem (22) brasileira em HK (22) bizarro (19) brazilians in Hong Kong (19) China (16) viver em Hong Kong (12) Estrangeiros (10) vivendo em Hong Kong (8) Conversas (7) Expatriados (7) blog hong kong (7) Trabalho (6) business (6) morar em hong kong (6) Asia (5) Brazil (5) beach (5) turismo em Hong Kong (5) Japão (4) Julia em Hong Kong (4) brasil (4) chinese food (4) comida chinesa (4) férias (4) Filipinas (3) Japan (3) casa (3) familia (3) laos (3) partido comunista (3) praia hong kong (3) travelling (3) vacations (3) viajar no laos (3) CUHK (2) Chinese University of Hong Kong (2) Colombia (2) Drama (2) Furacão hong kong (2) Julia Ferraz (2) Oasis (2) World cup (2) chinese boyfriend (2) comida (2) conhecendo o Laos (2) estudar em Hong Kong (2) estudar na ásia (2) mergulhando na ásia (2) mergulho (2) morar fora (2) praia (2) profissionais brasileiros na china (2) trabalho em hong kong (2) tubing (2) turismo no laos (2) AIESEC (1) Airbnb (1) Copa do mundo (1) Coréia (1) Diaoyu (1) KITEC (1) LOHAS (1) Latin America (1) Macau (1) Malásia (1) Music (1) National Education (1) Noel Gallagher (1) Noel Gallagher’s High Flying Birds (1) Philippines (1) Pulau Redang (1) Redang (1) Tailândia (1) Taipei (1) Taiwan (1) Taroko (1) Thailand (1) Titanic (1) Titanic 2 (1) ano do bode (1) ano do carneiro (1) ano novo chinês (1) açaí (1) chinese beach (1) clima em Hong Kong (1) comida de rua (1) comida de rua de hong kong (1) diving (1) diving in asia (1) entrevista (1) estudos (1) exportar açaí (1) facekini (1) fashion (1) futebol em Hong Kong (1) made in brazil (1) medicina chinesa (1) mendileiros (1) mestrado (1) mochileiros (1) novela coreana (1) pato de borracha gigante (1) pbc (1) praia chinesa (1) rubber duck (1) sarcoma (1) saude (1) street food (1) travel (1) trick eye hong kong (1) tufão (1) typhoon (1) vang vieng (1) votação (1) where to dive in Asia (1) zodíaco chinês (1)

Translate

Labels