Pular para o conteúdo principal

Dim sum for dummies!

Eu já falei antes sobre o Dim Sum, a comida típica de Hong Kong, baseada em porçõezinhas pequenas de comida, servidas em 'tigelinhas' de bambu. Esses pratos são tradicionalmente cozidos no vapor, ou seja, as tigelinhas de bambu são empilhadas para que o vapor cozinhe a comida. 

Outra curiosidade é que o ato de se fazer uma refeição com dim sum é chamado de yam cha (tomar chá). Quando as pessoas aqui dizem (em cantonês, obviamente) "vamos tomar chá?", é porque se referem a esta antiga tradição de Hong Kong.

Nos finais de semana os restaurantes chineses estão lotados com famílias comendo dim sum. Como os pratos são tão pequenos, vale a pena ir com bastante gente, para que a variedade seja maior. É o equivalente ao almoço de domingo no Brasil, onde a família inteira se reúne! A diferença é que aqui as casas são tão pequenas que a única oportunidade de reunir toda a família é pra comer dim sum, nas grandes e redondas mesas chinesas. Detalhe, não é possível encontrar restaurantes servindo dim sum a noite! 

Aqui no escritório, frequentemente temos a oportunidade de comer dim sum: é o almoço típico de despedidas, aniversários, etc (que normalmente são seguidos pela já tradicional festa "surpresa" no final da tarde, hahaha).

E foi isso que me inspirou a escrever o post de hoje. Abaixo algumas fotos e a descrição dos meus pratos favoritos para que vocês morram de vontade, mwahahahaha!

Mas antes uma observação: quase todos os pratos são constituídos de dumplings: são 'bolinhas' feitas de uma massa bem fininha feita de arroz e recheada com diferentes carnes, vegetais, etc... (não encontrei tradução para dumpling em português).

Har gow: dumpling de camarão, um dos meus favoritos!

Shao mai: dumpling de alguma carne misteriosa (dizem que é porco) com cogumelo e um camarão em cima.

Cheung fan: são rolos de uma massa feita de arroz, que podem estar recheados com camarão, carne, vegetais, etc, e cobertos com shoyu. A massa não tem gosto de nada, é um pouco enjoativo...

Bolo de nabo (é, aquele mesmo que você leva depois das provas, hohoho!): como o nome diz, é um bolinho de nabo, quadrado e frito, com uns pedacinhos de carne, cebola, dentro.

Char siu bao: meu favorito! :) é um pãozinho recheado com barbecue pork, que nada mais é do que porco assado com um tempero típico daqui, meio doce, muitooooo bom!

Rolinhos primavera: Esse dispensa apresentações, hehe, é bem parecido aos que encontramos nos restaurantes chineses no Brasil!

Pés de galinha: não é tão exótico para nós brasileiros, mas... eca!

Lai wong bao: pãozinho recheado com uma espécie de creme feito de gema de ovo, um pouco doce. É um prato muito apreciado por aqui. Eu tive coragem de comer um pela primeira vez na semana passada, mas tem gosto de ovo cru! Bleargh!

Bolinho de gergelim: basicamente é um bolinho coberto e recheado com gergelim. Eu não gosto muito de gergelim, mas o recheio desse bolinho é quente e doce, tem gosto de chocolate!

Xiao long bao: esse dumpling típico de Shanghai é especial, porque além de ser recheado com carne de porco moída, também é recheado com sopa! Você tem que tomar muito cuidado na hora de comer para não 'furar' o dumpling e deixar a sopa escapar!

E esse é o top 10 do Dim Sum, pelo menos na minha opinião! Tive que deixar muitos outros de fora, a lista é gigante! Se algúem vier me visitar aqui em Hong Kong, está convidado para comer Dim Sum! :)

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 10: comida de rua de Hong Kong

Se tem uma coisa que o povo aqui de Hong Kong adora é comer fora! Porém, com um estilo de vida tão atarefado, familias normalmente pequenas e apartamentos ainda menores, poucas pessoas tem tempo e disposição para cozinhar em casa. Além disso, Hong Kong oferece uma variedade enorme de opções gastronômicas para todos os gostos e bolsos, então normalmente é bem fácil encontrar restaurantes para matar a fome depois de um longo dia de trabalho.
Mas quando você quer comer algo rápido, o que você faz? Vai na padoca, pede um pão de queijo com pingado e segue com sua vida? A resposta (obviamente) é não. Mas quando falamos de lanches e comida de rua, Hong Kong oferece uma infinidade de opções que vale a pena provar! Algumas comidinhas são apenas para os mais corajosos, como vocês vão ver na lista abaixo, mas HK tem coisas deliciosas que já fazem parte do meu cardápio, haha!


Como curiosidade, listo abaixo 10 comidas de rua super interessantes de Hong Kong (em ordem aleatória). Importante mencio…

Como conseguir um visto de trabalho em Hong Kong (parte 1)

Eu já falei sobre isso em um post anterior, mas vira e mexe aparece a pergunta no grupo de brasileiros em Hong Kong no Facebook: como conseguir um visto de trabalho em Hong Kong? Por isso resolvi falar mais sobre como obter o tão sonhado visto de trabalho (uma vez que você receba uma proposta de emprego de uma empresa local).

No meu caso, por exemplo, eu tive que ir na cara e na coragem, já que depois de receber a proposta para trabalhar na ONG eu percebi que: 1) o escritório tinha apenas 10 funcionários na época e o RH era novo, e 2) como eu suspeitava, o cara do RH não fazia a menor idéia de como processar um visto de trabalho. Aliás, quando eu finalmente comecei a trabalhar, ele já tinha até se demitido, então vai vendo o nível...
Hong Kong é um lugar com ótimas ofertas de trabalho para profissionais qualificados. Porém, muitas empresas que nunca tiveram experiência com o processo do visto ficam meio desmotivadas em contratar estrangeiros e ter que cumprir os requisitos exigidos pe…

Viver em Hong Kong - O guia!

Estou de volta!
Aliás, nunca abandonei este meu belo blog, mas vários motivos de força maior me impediram de escrever nos últimos 6 meses, incluíndo preguiça e outras coisas mais importantes, como formatura, viagens, e até uma mudança de emprego! Mas sempre estive aqui, na boa e velha Hong Kong...
Nesses meses recebi vários emails de brasileiros que tem interesse de morar em Hong Kong e saber mais sobre a vida aqui. Para unir o útil ao agradável, resolvi dar uma ajuda e reunir algumas informações bem úteis para quem está interessado em vir passar uma(s) temporada(s) aqui.
Regra número 1 - Hong Kong não é China!
Eu já falei isso várias vezes aqui no blog, mas viver em HK é totalmente diferente de morar na China. Um exemplo: brasileiros podem vir pra HK a turismo sem precisar de visto e ficar aqui até 90 dias. Já para a China, brasileiros precisam sim de visto! Me empolguei e até fiz uma tabela com as diferenças mais marcantes entre HK e China:
Hong KongChinaPreciso de visto?NãoSimIdio…